APELO ÀS ESSÊNCIAS ENTORPECIDAS

Poeminhas ligeiros – O BARBEIRO DE PLANTAS #25

"Se a maneira como você vive a vida é uma resposta para como os outros queriam que você vivesse, então essa vida não é sua." (Richard Taylor, filósofo)

Eis a dicotomia:
És Criador ou Criatura?
És Sujeito ou Objeto?
Estamos meros cumpridores de obrigações,
Sem escrever a própria biografia.
Estamos latentes, inertes.
Nos braços de Morfeu.

Falta-nos autonomia para pensarmos?
Para exercer o Pensamento Crítico?
Falta-nos mais educação,
Mais comunicação (a não-violenta),
Mais debates de ideias.
Mais Filosofia para nos libertarmos da maquinação.
E Sermos mais contributivos.

Escritores da própria História.
Protagonistas da própria Peça.

Não meros espectadores em um Teatro
Vendo e ouvindo o próprio metabolismo
E seus processos bioquímicos. E só.
Vendo e ouvindo processos midiáticos e politiqueiros. Que dó!

Vendendo o nosso tempo para interessados
Sem o mínimo interesse em nossos Valores.
São apenas sugadores.
Dólares adoradores.
Estamos contentes?

Desperte, ó Essência.
Resgate o teu valor.
Cultive o teu valor.
Senão morrerás.

E aqueles outros usarão sua casca vazia
Para as próprias maquinações.

Te tornarás uma máquina a serviço de outros.
Às vezes distante dos teus valores originais mortos.
E esquecidos.

Publicado por Luís Fernando

Desde criança tive gosto por escrever e desenhar. Quando descobri Luís Fernando Veríssimo na minha adolescência, carinhosamente chamado por mim de Xará Veríssimo (mas isso ele não sabe, ou talvez já saiba!), formou-se o tripé atômico Leitura-Escrita-Desenho. Nas andanças da vida, meu caminho se desviou um pouco dessa área, graduei-me em Farmácia. Com muita ajuda de terapia e autoconhecimento, (re)descobri ser essa a minha paixão e meu chamado. Atacar de escritor, pelo menos por aqui. Na hora de escrever, eu misturo as minhas observações de mundo com os estudos sobre filosofia, livros que li dos diversos autores que me inspiram, animes e filmes que assisti, bato tudo no liquidificador e compartilho. É bem legal! A minha intenção é que o produto do meu trabalho possa tocar a alma de outra pessoa, assim como toca a minha. Espero que você se divirta ao ler as minhas histórias como eu me diverti ao escrevê-las.

Um comentário em “APELO ÀS ESSÊNCIAS ENTORPECIDAS

Deixe uma resposta para adcarrega Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: