Blog

LEIA A SUA CRÔNICA E SE DIVIRTA!

Visita a Mia Couto

O Barbeiro de Plantas #40 Manchas da menteLaivo no tempoNódoas da memóriaÁguas paradas no peito”não se limpa com pano.Estende-se no sol,a luz é que limpa.”Versou Mia CoutoReceita contra bolor.

Às companheiras e aos companheiros, formandas e formandos holoterapeutas

P.I.S.T.A. #30 Meus caros companheiros, teci algumas palavras para este momento da nossa microrrede de conexão que é parte da Grande Rede do Universo. Para escrever este texto, segui a ideia da Talita. Ela sugeriu falar sobre a missão daqui pra frente, agora formados terapeutas. O assunto me tocou e as linhas para costurar esseContinuar lendo “Às companheiras e aos companheiros, formandas e formandos holoterapeutas”

ECOS DE OURO PRETO

O Barbeiro de Plantas #39 Na cidade histórica. Histórias da cidade contam que as escadas falam. Basta subir em Casa de Gonzaga, em Museu da Escola de Farmácia. Ouvir um silêncio: gemem as escadas. Declamam poesias de outrora e de agora. Entoam cantos de liberdade e de diversidade. Itacolomy, do tupi Pedra menino. Levante! FilhoContinuar lendo “ECOS DE OURO PRETO”

Temporada de amarelo

O Barbeiro de Plantas #38 O amarelo berra,colore paisagem monótona.Flores captam o Sole douram a cidade,feito criança em tenra idade.Vou fazer uma faixapara dependurar no poste do centro.Homenagem aos trabalhadores, dipsersadores e polinizadores:Borboletas, abelhas e beija-flores.Parabéns pelo belo trabalho!Ipês brotam para todo lado.

AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR

P.I.S.T.A. #29 Frequentei um grupo de Pathwork e ali muitos estalos foram me ocorrendo. Foi a partir dali também que passei a me interessar mais em filosofia e estudos sobre autoconhecimento. O Pathwork, que significa literalmente “caminho”, tornou-se uma ferramenta para evolução pessoal onde foi possível realizar trocas de experiências com diversas pessoas. Neste finalContinuar lendo AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR

DANÇA

O Barbeiro de Plantas #36 Seguimos dançando💃Nesse palco de caos…🕺

PORTAL

O Barbeiro de Plantas #35 Há um bramido no avesso escuro.Há um fulgor no fim do túnel.Os olhos inversos,dilatados,se acostumam com a noite.Procuram os seus versospassando pelo Portal.Dentro eu posso entendero que fora me faz viver.

ESCRITOR DA VIDA

P.I.S.T.A. #28 Dia 25 de julho foi celebrado o dia nacional do escritor. Acredito que todos nós somos escritores. Da própria vida, quero dizer. A vida é este recorte temporal que nada mais é que uma oportunidade de escrever a própria experiência e de vislumbrar novas aventuras. Neste mundo da matéria, o real é oContinuar lendo “ESCRITOR DA VIDA”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: