OLHE PARA CIMA (de vez em quando)

P.I.S.T.A. #24 No fundo, lá no fundo, eu tenho uma ideia de que as coisas que passamos servem para nos ajudar a SER mais humano. Viemos para cá para isso, não é mesmo? Não foi para ser quartzo rosa, uma samambaia, uma flor de laranjeira ou um cachorro (que por vezes acho que são melhoresContinuar lendo “OLHE PARA CIMA (de vez em quando)”

SOBRE O LIVRO UTOPIA PARA REALISTAS

P.I.S.T.A. #23 Deixarei alguns trechos do livro do historiador holandês Rutger Bregman que escreveu sobre um novo olhar para o desenvolvimento de políticas sociais e, por consequência, humanas. Penso que somos seres políticos, naturalmente divergentes, mas com capacidade de debater ideias. Um preâmbulo sobre a obra. Rutger defende que o sistema capitalista é o motorContinuar lendo “SOBRE O LIVRO UTOPIA PARA REALISTAS”

A ESPOSA APARECIDA

As aventuras do detetive Ted Rocky #10 Dia chuvoso. A barriga roncou tanto que assustou Pink, o ratinho cinzento que de vez em quando aparece e me faz companhia. Ele deve ter pensado que havia comida. Já o surpreendi outro dia levando alguns dos meus cream-crackers. Eu o perdoei, sou assim, não guardo rancor. Aliás,Continuar lendo “A ESPOSA APARECIDA”

AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR

P.I.S.T.A. #22 Olá cara leitora e caro leitor do outro lado da telinha. Vamos de prosa, prá sortá os trem acumulado? Frequentei um grupo de Pathwork e ali muitos estalos foram me ocorrendo. Foi a partir dali também que passei a me interessar mais em filosofia e estudos sobre autoconhecimento. Como já disse em outraContinuar lendo “AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR”

MEMENTO MORI

Pintura Still Life with a Skull de Philippe de Champaigne (1671) P.I.S.T.A. #21 Lucrécio (94 a.C. – 50 a.C.), poeta e filósofo romano, escreveu: “Não importa quantas gerações você viva, a mesma morte eterna ainda está esperando, e para alguém que chega ao fim da vida enquanto o sol se põe hoje, terá um períodoContinuar lendo “MEMENTO MORI”

Jardineiro de dentro

P.I.S.T.A. #20 Olá caro leitor do outro lado da telinha! Hoje tem Prosa (pra) Sortá (os) Trem Acumulado. Bora viajar nessa pista. Li certa vez uma frase de Rubem Alves: “Se eu não fosse escritor acho que seria um jardineiro. No paraíso, Deus não construiu altares e catedrais. Plantou um jardim. Deus é um jardineiro.Continuar lendo “Jardineiro de dentro”

P.I.S.T.A. # 18

LIBERDADE (AINDA QUE TARDE) Hoje eu li uma frase de Fabrício Carpinejar que me chamou muito a atenção. Eis aqui o que ele escreveu: “Desperdício é nascer diferente e passar a vida inteira tentando ser igual aos outros.” Na hora, eu me lembrei de uma frase atribuída a Carl Jung: “Nascemos originais e terminamos cópias.”Continuar lendo “P.I.S.T.A. # 18”

P.I.S.T.A. #14

SOL E LUA, LUZ E SOMBRA Olá caro leitor do outro lado da telinha! Hoje tem Prosa Inventiva (pra) Sortá (os) Trem Acumulado. Minha viagem de hoje na Pista tem a ver com a imagem que ilustra este texto. Foi durante uma aula do curso de holoterapia transpessoal que vi a figura e meditei sobreContinuar lendo “P.I.S.T.A. #14”

O TORCEDOR #12

MANUAL DEFINITIVO DO BOM TORCEDOR CAPÍTULO 01 – O PRINCÍPIO DA GORADA Começou mais uma temporada de futebol para a alegria dos torcedores. Tempo de ser dominado por emoções primitivas e de raciocinar minimamente durante noventa minutos enquanto assiste ao jogo do time de coração. Um desafio para a sensatez humana, sobretudo de quem nãoContinuar lendo “O TORCEDOR #12”

As aventuras do detetive Ted Rocky #09

NATAL DE TED ROCKY Era final da manhã de véspera de Natal. Estava ouvindo “Jingle Bells” na voz de Michael Bublé naquela plataforma de vídeos gratuita, quando bateram na porta.  – Ted Rocky? – perguntou a mulher de meia idade com cabelos curtos e tatuagem de guitarra no braço. – Sim, aqui está Ted Rocky,Continuar lendo “As aventuras do detetive Ted Rocky #09”