OLHE PARA CIMA (de vez em quando)

P.I.S.T.A. #24 No fundo, lá no fundo, eu tenho uma ideia de que as coisas que passamos servem para nos ajudar a SER mais humano. Viemos para cá para isso, não é mesmo? Não foi para ser quartzo rosa, uma samambaia, uma flor de laranjeira ou um cachorro (que por vezes acho que são melhoresContinuar lendo “OLHE PARA CIMA (de vez em quando)”

A ESPOSA APARECIDA

As aventuras do detetive Ted Rocky #10 Dia chuvoso. A barriga roncou tanto que assustou Pink, o ratinho cinzento que de vez em quando aparece e me faz companhia. Ele deve ter pensado que havia comida. Já o surpreendi outro dia levando alguns dos meus cream-crackers. Eu o perdoei, sou assim, não guardo rancor. Aliás,Continuar lendo “A ESPOSA APARECIDA”

CAOS

(Imagem: mural de Banksy) Poeminhas ligeiros – O Barbeiro de Plantas #28 O Segredo se esconde dentro da ordem.O Universo é o caos.A Vida é a ordem.A Vida é um desafio ao Universo.Organizada em células, tecidos, órgãos, corpo, mente e espírito.O Segredo está na ordem.O Segredo é a Vida.Viver é um ato de rebeldia.Viver éContinuar lendo “CAOS”

AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR

P.I.S.T.A. #22 Olá cara leitora e caro leitor do outro lado da telinha. Vamos de prosa, prá sortá os trem acumulado? Frequentei um grupo de Pathwork e ali muitos estalos foram me ocorrendo. Foi a partir dali também que passei a me interessar mais em filosofia e estudos sobre autoconhecimento. Como já disse em outraContinuar lendo “AS CAMADAS QUE ME FAZEM CHORAR”

MEMENTO MORI

Pintura Still Life with a Skull de Philippe de Champaigne (1671) P.I.S.T.A. #21 Lucrécio (94 a.C. – 50 a.C.), poeta e filósofo romano, escreveu: “Não importa quantas gerações você viva, a mesma morte eterna ainda está esperando, e para alguém que chega ao fim da vida enquanto o sol se põe hoje, terá um períodoContinuar lendo “MEMENTO MORI”

Jardineiro de dentro

P.I.S.T.A. #20 Olá caro leitor do outro lado da telinha! Hoje tem Prosa (pra) Sortá (os) Trem Acumulado. Bora viajar nessa pista. Li certa vez uma frase de Rubem Alves: “Se eu não fosse escritor acho que seria um jardineiro. No paraíso, Deus não construiu altares e catedrais. Plantou um jardim. Deus é um jardineiro.Continuar lendo “Jardineiro de dentro”

Pílulas de sabedoria da Rita Bee #08

SILÊNCIO Era um dia atípico para Lina Bee. As visitas na casa da avó geralmente ocorriam nos finais de semana. Naquele meio de semana, tanta coisa aconteceu que Lina sentiu necessidade de visitar a vovó Rita Bee.  Lina não precisava bater na porta da casa da avó para entrar. A casa sempre estava com aContinuar lendo “Pílulas de sabedoria da Rita Bee #08”

P.I.S.T.A. #16

Escrevi quase por querer Olá caro leitor do outro lado da telinha! Hoje tem Prosa (pra) Sortá (os) Trem Acumulado. Bora viajar nessa pista. Ouvi no rádio outro dia a música “Quase sem querer” do Legião Urbana. Música linda. Letra magnífica. Levanto discussão sobre uma parte, quando Renato e confrades dizem que já não souContinuar lendo “P.I.S.T.A. #16”

Poeminhas ligeiros – “O BARBEIRO DE PLANTAS” #20

CORRE CINTILANTE Ilumina e integra. Ilumine dentro. Integre dentro. Com a luz transbordando… Ilumine fora. Integre fora. Sal da terra. Luz do mundo. Mundo interior. Inspira. Mundo exterior. Expira.